COMO MELHORAR IMAGEM CORPORAL E AUTOESTIMA - USANDO ACUPUNTURA EMOCIONAL

 

COMO MELHORAR IMAGEM CORPORAL E AUTOESTIMA - USANDO ACUPUNTURA EMOCIONAL
Quando você olha no espelho o que vê?
 
Carol Tuttle – Master em EFT, Energy Psychology.
Comentários e tradução: Silvana Prado
 
Talvez você perceba que poucos minutos em frente ao espelho o leva a intermináveis horas de criticas comparando seu corpo com o de outras pessoas e desejando que ele fosse diferente?
Infelizmente é comum sermos mais críticos com nosso corpo do que com o de qualquer outra pessoal e, nos acostumamos tanto as criticas, que acabamos aceitando este comportamento destrutivo como sendo algum comum.
Talvez não estejamos conscientes de que esta distorção mental que criamos sobre o nosso corpo, é tóxica não só para o corpo, mas também para todos aspectos de nossa vida.
Achamos que é tão certo nos julgar, mas achamos errado julgar outras pessoas e, de acordo com os estudos de Carol, ela percebeu que este tipo de comportamento começa quando ainda somos muito jovens. A mídia é um dos canais que mais cria ideias de como nossa aparência deve ser mas estão imagens são ilusões, são falsas, e por isto nunca conseguiremos alcança-las e assim, nos sentimos fracassados e somos levados a pensar que estamos sempre falhando.
Para piorar nosso corpo tem seu próprio sentimento de autoestima, e quando, dia após dia, dizemos a ele: - Você é inadequado. Você nunca vai ser amado do jeito que é... Estamos abusando psicologicamente de nosso corpo.
Agora imagine uma criança ou um jovem em fase de crescimento e um adulto dizendo isto para ele(a) , esta atitude vai com certeza comprometer sua integridade, o corpo vai ser incapaz de ter um desempenho a nível do que seria capaz.
Se começarmos a falar com nosso corpo como se estivéssemos falando com outra pessoa: - Porque você não perde peso! Porque você é feio assim? Perceberíamos a crueldade que estamos usando para tratar nosso corpo.
No entanto, algumas pessoas acham que não podem aceitar seu corpo como ele é, pois iria parecer que estão aceitando as imperfeições e os problemas. Mas aceitação é na verdade amar seu corpo como ele é, e dentro desta vibração de amor desencadeamos a energia que necessitamos para conseguirmos mudar. Aceitação quer dizer apoiar amorosamente, honrar e através destas atitudes produzir energia para mudar.
Na verdade se pensarmos bem o blue print do corpo humano foi construído de maneira  que ele funcione a níveis perfeitos. E se pensarmos bem, nosso corpo nos sinaliza quando as coisas estão indo mal, mas nossa mente ignora e vai em frente com os péssimos hábitos: comendo mal, não fazendo exercícios, etc.
Trabalhando quase o tempo todo com mulheres, Carol diz que elas se tornaram mestras em se colocarem para baixo, no entanto, o numero de homens se aperfeiçoando na arte da auto critica esta aumentando.
O objetivo do trabalho dela é ensinar as pessoas a começarem a amar seu corpo e sua aparência e assim se apaixonarem por quem são, quando isto acontece conseguem sair daquele buraco onde nossa voz destrutiva repetia:  Não sou boa o suficiente, não serei bonita enquanto não perder peso, não serei atraente enquanto isto ou aquilo não acontecer...
Quando começam aprender a ver a beleza em si mesmas, começam a se divertir e a honrar quem são e saem daquele buraco da autocrítica, então quando conseguem vibrar num nível mais elevado e se divertir, o corpo começa a perder peso.
 Por sinal, a queixa numero um é relacionada a insatisfação com a aparência é o peso, ou seja, não posso ser bonita até que eu perca peso.
Ela diz ter pacientes que perderam peso sem ao menos entrarem em dieta forçada, mas que sentiram tão bem com seu corpo que automaticamente começam a fazer escolhas mais saudáveis em relação a alimentação. Em consequência a saúde no geral melhora, por exemplo, muitas mulheres contam que o reumatismo melhora quando começam a se relacionar melhor com seu corpo. E é claro que o corpo vai querer se mover mais livremente agora que ele se sente amado e não rejeitado como se ele fosse algo vergonhoso que deveria ser escondido.
QUAL O IMPACTO QUE UMA IMAGEM RUIM DO NOSSO CORPO TEM SOBRE NOSSA SAUDE E SOBRE OUTRAS AREAS DE NOSSA VIDA!
- A parte fisiológica vai com certeza ser prejudicada, pois a vibração do corpo saudável é muito diferente de um corpo que sofre constantemente julgamentos negativos.
-  A autoestima é grandemente prejudicada, uma mulher que tem uma imagem ruim de seu corpo tem uma autoestima baixa, e uma mulher (ou homem) que tem uma ótima imagem de si mesmo,  pode ser até gordinh0 (a), não ser tão bonita, mas sua autoestima será elevada. Estas duas coisas não podem ser separadas, pois uma alimenta a outra, pois se você tem uma autoestima baixa não vai tratar seu corpo de maneira saudável. E estas estruturas mentais sobre eu tenho de ser magro para ser bonito, eu tenho de parecer com a fulana ou o cicrano, são criadas entre a idade de 13 a 18 anos, quando os jovens procuram ser aceitos e bonitos.
- Vai ter um impacto nas suas relações, amorosas, amizades, familiares, porque se você não consegue se amar não vai acreditar que outras pessoas a amem, consequentemente você se torna mais carente, e outras pessoas tem de compensar a sua falta de amor por si mesma, pois o outro tem de ficar provando que a ama.
CRENÇAS DESTRUTIVAS X REALIDADE
Carol diz que vê com frequência pessoas com crenças, que apesar de não serem verdadeiras, para muitas pessoas se torna uma realidade imutável, criando noções destrutivas:
1.      Eu tenho de ser magérrima para ser bonita: A verdade é que cada pessoa -não importando sua aparência-  carrega dentro de si uma beleza que é a real, por isto tantas pessoas lindas se viciam em drogas e suicidam porque não tem contato com esta beleza interior que é a que nos faz feliz.
2.      Ser bonita é coisa de pessoas fúteis... não posso me vestir bem, maquiar, porque pessoas fúteis é que fazem isto.
3.       Você perde sua beleza quando envelhece... esta é outra das grandes crenças destrutivas, e pessoas gastam bilhões para tentar se manterem jovens, e sacrificam o corpo com cirurgias agressivas porque ter rugas não combina com beleza. No entanto, olhamos para outras culturas onde as pessoas não tentam não envelhecer e vemos beleza nelas.
Devemos nos perguntar: O QUE É BELEZA PARA MIM?
Usar EFT para trabalhar estes problemas é algo simples com resultados surpreendentes, mas como saber onde começar? Algumas sugestões:
- De manhã quando você se olha no espelho o que você vê e  fala sobre seu rosto?
- Quando vai à academia com quem você se compara e pensa: Nunca vou conseguir ser igual a ela....
- Quando esta comprando roupa e esta no provador, o que a mente diz?
Ou seja, quais os julgamentos específicos sobre sua aparência?
Na pag 6 do Mente Livre você encontrara um exemplo de como trabalhar estes problemas usando a Acupuntura dos Meridianos.
 
 
 
Postado por às 

 

Aqui você pode arrastar e soltar um novo conteúdo ou mover um conteúdo existente.

Para ver um breve tutorial, clique aqui

 

Contato

terapiaholisticaemcuritiba
curitiba
82840-39
41 4102-3816 luzeenergia@hotmail.com