PNL 6 Atitudes mentais positivas para cura e bem estar

Fonte:  www.ispnl.com.br

Constantemente nos deparamos com frases ou pessoas dizendo que devemos ter atitudes mentais positivas, otimismo, pensamento positivo ou seja lá qual for o nome dado a esses processos. Dizem que essas atitudes fazem bem para o corpo e a mente.

As atitudes mentais positivas que você vai conhecer neste artigo foram identificadas na área da recuperação de lesões e curas físicas, mas como você vai ver abaixo, podem ser incorporadas até na área empresarial e familiar.

Existem diversos relatos de curas físicas incríveis e improváveis, nas quais a medicina já havia dado expectativas bem baixas. Casos nos quais os pacientes receberam a “sentença” de que, com sorte voltariam no máximo a andar, após uma lesão, e essas mesmas pessoas participaram ou venceram campeonatos de corridas ou algum outro esporte.

Após um estudo com os principais casos de curas físicas, sucessos em carreira ou simplesmente criar e manter um estilo de vida feliz, Gary J. Faris teve um artigo publicado na revista Clinical Management Magazine sobre o poder do pensamento positivo, descrevendo as seis
atitudes mentais positivas essenciais para a cura física do corpo.

Esse artigo foi tão aclamado, não apenas na área da saúde, que o autor do Best Seller “The New Market Wizards”, Jack Schwager relacionou essas seis
atitudes mentais positivas como essenciais não apenas para atletas, mas também para empresários ou executivos que desejavam ter sucesso.

Não há uma sequência a ser seguida sobre essas atitudes, ou uma mais importante que a outra, elas devem ser realizadas praticamente ao mesmo tempo.

Conheça as atitudes mentais positivas!

Motivação Interior

Uma característica de pensamento identificada por Gary foi a percepção de que as pessoas bem sucedidas e que tiveram grandes resultados na recuperação de lesões estavam se aproximando de uma meta específica e se afastando de suas consequências desagradáveis.

Quem estuda PNL já sabe que quanto mais focado para o positivo e atraente for um objetivo, mais fácil é de atingi-lo, em comparação com ficar focando sobre algo que você não quer. Neste tipo de atitude mental, foi identificada uma relação saudável entre o que se deseja e o que evitar.

Não pareceu tão saudável ter imagens internas ou pensamentos apenas do que se deseja atingir, como se não houvessem dificuldades ou impedimentos, também é importante focar nos cuidados a se ter, que tipo de comportamentos ou movimentos se deve evitar para prevenir a piora da lesão (ou uma falência).

Naturalmente, o foco excessivo no que se deseja evitar é limitador e gera emoções negativas, siga a proporção indicada: Foco no que você quer e tenha consciência do que se deseja evitar.

Alto Padrão de Valores

A segunda atitude mental positiva que foi identificada por Gary é que os atletas em recuperação tinham uma visão clara e bem definida do que queriam, e desejavam uma recuperação integral e completa em sua força e saúde.

Vários deles, inclusive, tiveram metas estabelecidas de se recuperar da lesão e depois ter um desempenho ainda maior do que antes da lesão! E isso foi possível!

Eles sabiam que isso era possível e deram o melhor de si para conquistar esses resultados.

Vamos tomar cuidado com um fator importante e essencial aqui: Imagine se esses atletas criam todos esses planos de perfeição e recuperação, ficando obsessivos com essa ideia e deprimidos sempre que percebessem que não chegaram lá. Isso seria extremamente limitante e não os ajudaria atingir os resultados que desejavam.

Evite a atitude “tudo ou nada”, você deve ter o desejo de obter mais, mas desfrutar dos pequenos processos e pequenas vitórias, tendo sensações positivas a cada momento. Uma das maiores causas da infelicidade atual é as pessoas pensarem que “só serão felizes quando comprarem uma determinada coisa, ou quando tiverem um determinado tipo de relacionamento”.

Se concentre nas pequenas etapas do processo

De certa forma esse item complementa o anterior. O que foi percebido nos atletas em recuperação foi que eles eram capazes de focar a atenção nas pequenas etapas do processo, na PNL conhecemos isso como Segmentação para Baixo, ou seja, o fato de dividir um objetivo em partes pequenas.

Imagine todo o esforço necessário para ter sucesso numa área empresarial, de relacionamento ou de recuperação de uma lesão, muito esforço é exigido, ocorrem frustrações, dores, e muitas vezes isso tudo apenas para chegar num ponto em que você já tinha atingido, algo que “já era seu”.

É inadmissível para algumas pessoas sentir que perderam algo que já haviam conquistado, “é meu por direito”. Isso cria um pensamento de vítima, que não ajuda em nada na sua recuperação, e na maioria dos casos faz o processo ficar mais lento ou mesmo parado.

Trabalhos como recuperação de lesão, motivação de uma equipe, expansão de um negócio, criação de um novo produto são coisas grandes, com muitos passos e etapas, as pessoas que pensam nisso tudo como uma coisa única podem ficar sufocadas com o “tamanho” do objetivo, e fazê-lo parecer impossível de serem atingido.

O melhor a ser feito nesses processos, é pensar num passo de cada vez. No caso de uma recuperação física de um atleta que participava de corridas e maratonas, após uma lesão é provável que ele se veja tendo que fazer um pequeno movimento muscular com o pé diversas vezes, girar o pé, mover o joelho, coisas que ele fazia sem ter que pensar. Isso pode parecer desnecessário, mas o foco em ter sucesso nesses pequenos processos básicos vai servir como base essencial para a cura e recuperação geral.

Com o tempo a pessoa vai conseguir ficar em pé sem sentir dor, dar passos, correr, pular, tudo isso em pequenas conquistas e vitórias.

Para os atletas que tiveram uma recuperação incrível e ficaram ainda melhores, eles conseguiram dividir esses passos em processos ainda menores, ao invés de mover o pé para uma direção, eles focavam em mover o pé um grau a mais do que estavam fazendo no dia anterior, ou fazer cinco movimentos ao invés dos quatro do dia anterior.

Como dizem, a pressa é inimiga da perfeição, e podemos incluir: da recuperação.

Existem duas vantagens principais em segmentar o processo em pedaços pequenos. O primeiro é que fica fácil administrar cada etapa, o segundo é que cada etapa conquistada gera motivação e faz com que a pessoa se sinta mais próxima de atingir seus objetivos, do que estaria se tentasse tudo ao mesmo tempo, gerando situações repetitivas de frustração.

Atenção no Presente e Futuro

Outro fator identificado nas pessoas de sucesso, é que o foco deles na maior parte do tempo está no momento presente. Arnold Schwarzenegger disse certa vez que fazer um movimento com atenção é melhor do que fazer 10 movimentos distraído.

Olhar para o passado só será útil para a obtenção de informações e aprendizagens que serão utilizadas de forma positiva no futuro. Remoer o passado ou lamentar como as coisas eram anteriormente, fazendo comparações entre “antes e agora” também minam a motivação e fazem com que a pessoa entre em emoções negativas e que a limitam.

Pensamento excessivo no futuro, principalmente com questões internas de dúvidas como “será que conseguirei atingir isso mesmo?” podem criar barreiras e reduzir a motivação. O pensamento no futuro será adequado com uma atitude mental positiva do tipo “O que posso fazer agora para alcançar aquele resultado no futuro?”.

Quando se vive plenamente o momento presente com uma atitude mental positiva com relação ao futuro, seu sistema interno desperta os melhores recursos que há em você mesmo, para atingir seus objetivos e recuperação da sua saúde.

O pensamento no futuro também será útil para mostrar que o sucesso a longo prazo vale o esforço a curto prazo. Quando um atleta está pensando sobre todo o esforço e dor que está sentindo, e começa a imaginar todas as grandes recompensas e boas sensações do futuro, o “preço” a se pagar vai ser baixo.

Crie imagens mentais positivas, imagine como vai se ver, o que vai ouvir, como vai se sentir, o que as outras pessoas vão falar para você no futuro, quando você já tiver se recuperado de tudo. Isso vai gerar um estado interno mais positivo.

Envolvimento Pessoal

O próximo elemento é o engajamento pessoal do atleta ou da pessoa que está buscando atingir suas metas. Quanto mais a pessoa está participando ativamente do processo de cura, mais rápida é a recuperação.

Mesmo em tarefas simples, como colocar gelo numa determinada região do corpo, o fato do próprio atleta colocar e manter, ao invés do fisioterapeuta ou do profissional da saúde, já cria um estado mental de participar e ser responsável pela própria recuperação e pela conquista das metas.

Obviamente deve ser dado o devido respeito à especialização do profissional que está te ajudando, seja um profissional de saúde, um consultor, um coach, entre outros. Esses profissionais estudaram anos para estar participando e colaborando com sua recuperação ou obtenção de objetivos, a questão é que muitas vezes essa especialização toda acaba fazendo com que a pessoa que deveria ser a principal interessada na recuperação se veja numa situação de passividade.

É um erro colocar o profissional como responsável pela recuperação, mas também não se deve tentar fazer tudo sozinho e se envolver em áreas que não são de seu conhecimento, na qual outras pessoas passaram anos estudando. Não seja o tipo de pessoa que diz “eu li isso no Google, não preciso de um médico pra me falar o que fazer”.

Comparações

O último elemento que falaremos aqui sobre a criação e manutenção de uma atitude mental positiva é a Comparação, também um dos problemas identificados por Robert Dilts na fórmula de resolução de problemas “7 C’s”.

Foi percebido que o tipo de comparações que as pessoas fazem são extremamente significativas, seja na saúde, sucesso, qualidade de vida ou qualquer outra área de atuação. Quando nos comparamos com outras pessoas, e estamos “por cima”, temos uma sensação de bem estar, mas se a comparação não nos for favorável, passaremos a nos sentir mal.

Na PNL sabemos que não é adequado formular objetivos que não podem ser iniciados ou mantidos pela própria pessoa, quando nos comparamos, estamos utilizando um fator que não depende da gente, que é o sucesso de outra pessoa. Isso não deveria ser uma evidência para o seu próprio sucesso.

A mídia e a sociedade nos ensinam a nos comparar com as pessoas mais inteligentes, mais ricas, mais bonitas e etc. para buscar nosso próprio senso de valor, porém isso gera constantemente uma insegurança extrema, visto que nunca sabemos como as outras pessoas vão estar amanhã, e gastaremos muita energia pensando sobre os outros. Isso também pode criar sensações como inveja e ressentimento com o sucesso alheio.

Outro problema da comparação, é que as vezes utilizamos modelos de comparação que tornam a comparação injusta, imagine que você só vai sentir que está com um porte físico adequado quando estiver igual a um/uma modelo que ganha a vida para cuidar do corpo, dedicando um tempo e dinheiro muito mais elevados do que você a isso.

Obviamente você vai se sentir inferior por não ter o mesmo corpo que essa mesmo, e na maioria das vezes nem vai se lembrar do esforço que é para essa pessoa ter esse corpo que você não tem, ou seja, esse modelo está “pagando um preço” que você não está.

Evite cair neste hábito mental das comparações externas, o que queremos aqui é que você adote o seguinte estilo de pensamento: Se compare com como você estava ontem (a menos que “ontem” seja antes da lesão!).

Uma pessoa que está se recuperando de uma lesão, poderia perder até numa comparação com atletas amadores, isso poderia parecer frustrante!

Foi identificado que os atletas que realmente conseguiram se recuperar estavam mais focados no próprio sucesso, nas conquistas pequenas, em relação a como estavam antes. O foco mental deles era “Quanto eu progredi desde a semana passada? Mês passado? Ano passado?”. Isso é uma atitude simples que todas as pessoas podem aprender a ter.

Essas foram as seis atitudes mentais positivas que te ajudam a obter sucesso, seja no tratamento de lesões físicas ou em outras áreas da sua vida. Esses seus elementos juntos criam imagens mentais consciente e inconscientes que “atraem” o sucesso na sua direção!

Terapia Holística em Curitiba   Terapias Naturais e Vibracionais,  Reiki, EFT, PNL, Hipnoterapia  4102-3816   3599-9922

Você de Bem com a TUA Vida!

 

Contato

terapiaholisticaemcuritiba
curitiba
82840-39
41 4102-3816 luzeenergia@hotmail.com